quarta-feira, 30 de maio de 2012

Nosso encontro


Soltei os cabelos
Escolhi o melhor perfume
Subi no salto
Desprendi-me do medo
Suspirei
Corri pros teus braços
Atirei-me no teu regaço
Encontrei o equilíbrio
Tornei-me completamente feliz


Dedico esses versos ao meu amor!

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Penúria

Queixei-me ao travesseiro
Ele ouviu todas as minhas lamúrias
E enxugou minhas lágrimas

Engoli a seco minha amargura
Guardei minha dor
Abri a janela e deixei o sol entrar
Chega de chorar

terça-feira, 8 de maio de 2012

Mantra

A música abaixo será um mantra para os próximos meses. Se faz necessário! E vertem lágrimas dos olhos ao lembrar dessa música interpretada ao vivo pela Maria Rita. Longe, mas eu estava lá (Viva Elis - Porto Alegre).

"Tenho que ficar a sós
Tenho que apagar a luz
Tenho que calar a voz
Tenho que encontrar a paz
Tenho que folgar os nós
Dos sapatos, da gravata
Dos desejos, dos receios
Tenho que esquecer a data
Tenho que perder a conta
Tenho que ter mãos vazias
Ter a alma e o corpo nus...
[...]
Tenho que aceitar a dor
[...]
Tenho que me ver tristonho
Tenho que me achar medonho
E apesar de um mal tamanho
Alegrar meu coração...
[...]
Tenho que me aventurar
Eu tenho que subir aos céus
Sem cordas prá segurar
Tenho que dizer adeus
Dar as costas, caminhar
Decidido, pela estrada
Que ao findar vai dar em nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Nada, nada, nada, nada
Do que eu pensava encontrar!"

[Se eu quiser falar com Deus, na voz de Elis Regina e/ou Maria Rita]

Siga o blog por e-mail