terça-feira, 31 de março de 2009

Viva La Vida

"It was the wicked and wild wind
Blew down the doors to let me in
Shattered windows and the sound of drums
People couldn't believe what I'd become"

Viva La Vida - Coldplay

O final de semana foi realmente memorável.
E assim, dia-a-dia, a cada conversa, a cada olhar, a cada leitura, vamos nos construindo e reconstruindo. Pois eu não sou a mesma Vanessa de ontem, e muito menos, a mesma da semana passada!

Que o entardecer revele os encantos de mais esta noite!

Boa semana.

quarta-feira, 25 de março de 2009

"Ai flores, ai flores do verde pino"


Ando um tanto desligada. Não ouço quando me chamam. Não presto atenção em tudo o que me dizem. Não tenho receio de tele transportar meu pensamento para lugares distantes durante conversas desinteressantes. Meu pensamento tem sido tão meu... O hábito de olhar meus olhos no espelho da alma tem provocado tempestades e enxurradas de sentimentos.

O pranto e o riso têm andado lado a lado. Os planos têm dado lugar aos grandes sonhos. A vontade de ir embora tem dado espaço a vontade de me refugiar dentro de mim mesma e dentro dos poucos que, com sua presença, sua fala, seu olhar, tem o verdadeiro poder de enfeitiçar, encantar e abrandar.


"As flores de plástico não morrem"

Flores - Titãs

Mas as flores naturais, ah... essas morrem. Morrem despedaçadas, mas com a naturalidade, doçura e singeleza com que sempre viveram.

segunda-feira, 23 de março de 2009

Dreams?



I just woke up from a fuzzy dream
You never would believe those things that I had seen

Miles Away - Madonna


Obra: "Girafa em Chamas" - Salvador Dali


Sonhos confusos. Desejos confusos. Pensamentos confusos. Pessoas confusas. Vida loca, muy loca. Inglês, Espanhol... Mistura! É isso que sou, uma mistura!
Que venha alguma coisa para acalmar um pouco essa loucura (mas só um pouco)!

"De tanto imaginar loucuras..."
Mania de Você - Rita Lee

Obrigada, meu querido, por tudo até hoje, principalmente por sábado e ontem. Prodígio (sempre).

Post confuso! Blog tolo.

Me voy, ahora!

Abrazo

quinta-feira, 19 de março de 2009

Aquele abraço


O valor de um abraço num momento de fragilidade.

O valor de olhar nos olhos e permanecer em silêncio, pois palavras são totalmente desnecessárias.


"Espero com a força do pensamento
Recriar a luz que me trará você"
*
Obra: Casal Caminhando - Vincent Van Gogh

quarta-feira, 18 de março de 2009

Pelo mundo

Seguindo a temporada de agradecimentos, agradeço a Deus, a meus pais e a toda e qualquer pessoa que de alguma forma, mesmo que indireta, tenha me incentivado e colaborado dando-me a oportunidade de estar no Turismo.

Cada centavo, cada minuto empregado está valendo à pena. Dedico o post àqueles que valorizam e consideram o Turismo como um importante segmento e inclusive, aos que acreditam ser inútil e dinheiro posto fora!

"O Turismo vai além dos sonhos e conquista o verdadeiro significado da vida"

Que conhecer novos lugares continue sendo uma das prioridades!

Que a viagem da vida seja intensa e longa.

Apertem os cintos, acomodem-se.

¡Buen viaje!

terça-feira, 17 de março de 2009

Nem um dia


"Um dia frio
Um bom lugar para ler um livro
E o pensamento lá em você
Eu sem você não vivo
Um dia triste
Toda fragilidade incide
E o pensamento lá em você
E tudo me divide
...
E tudo nascerá mais belo
O verde faz do azul com o amarelo
O elo com todas as cores
Pra enfeitar amores gris"

Nem Um Dia - Djavan

*
Essa chuva que cai emitindo um barulhinho tão bom, esse friozinho gostoso, esse ventinho que beija os cabelos, esse sentimento que me envolve desde o momento que abri meus olhos nesta manhã... Tudo tão inspirador! Tudo o que preciso é de um bom lugar para ler um livro e de um silêncio que me permita decolar, ter miragens e delirar.

A fase sentimentalista ao extremo insiste em permanecer neste blog!

Que os conflitos internos de todos nós sejam amenizados pela vontade de ser feliz. Que a esperança ressurja a cada dia, em forma de doses homeopáticas. Que aqueles que têm a honra de serem amados por nós percebam isso e valorizem. Que não nos esqueçamos de cuidar de nossos jardins. Que a vontade de sumir seja menor que a vontade de fazer valer à pena. Que sejamos para o resto de nossas vidas seres inquietos e conflitantes. Que as contradições sejam eternas. Que mudemos, para que o mundo mude.


¡Que tengan un buen día!

segunda-feira, 16 de março de 2009

Sentimentalismos de uma sentimentalóide

Depois de um final de semana muito bom (fazia tempo que não vivia um tão bom assim) que iniciou na sexta-feira de noite, lá pelas 22h15 e encerrou ontem ao adormecer, volto a escrever algumas linhas.

Aproveito este espaço que parece me pertencer, para dedicar este post e agradecer a todos aqueles que fazem parte da minha vida e que são realmente especiais. Obrigada aos mais experientes, que dão conselhos (úteis e com carinho). Aos que quando estou prestes a desmoronar, me abraçam forte e me olham nos olhos com verdade e carinho. Aos companheiros de farra que cantam e dançam comigo até o amanhecer, sem julgamentos e malícia. Aos que me conhecem (não importa a quanto tempo contado no calendário, mas que vivem com intensidade a cada momento) e que ao me olhar nos olhos podem sentir como eu estou. Aos que gostam da minha companhia, pelo simples fato de gostar. Aos que se preocupam com o meu bem-estar. Aos que são capazes de segurar na minha mão, num gesto de puro carinho. Aos que me dizem "Vá, tu é louca", demonstrando que realmente me conhecem e gotam de mim da maneira que sou. Aos que "embarcam" em discussões de horas comigo seja sobre a vida, sobre o futuro, ou sobre turismo (e esses são grandes heróis, pois são poucos que aturam). Aos que ao me ver, dizem do fundo do coração: "Que bom que tu estás aqui!". Aos que torcem pelo meu sucesso. Aos que acreditam que chegarei no topo. Aos que sentem saudade de mim. Aos que procuram me entender. Aos que têm paciência comigo. Aos que me fazem sorrir. Aos que têm sensibilidade. Aos que me conhecem a anos e aos que desejam me conhecer aos poucos. A todos aqueles de que me lembro todos os dias. Aos mais presentes em minha vida! Aos que são presentes da minha vida!

Aos que suportaram ler até o fim este post deveras sentimentalóide, mas sincero.
Fiquem a vontade para comentar. O último, por gentileza, apague a luz.


"Quando se quer bem a uma pessoa a presença dela conforta. Só a presença, não é necessário mais nada."
Graciliano Ramos

*-*
¡Hasta la vista!

sexta-feira, 13 de março de 2009

A Mão e a Luva

“Ajustavam-se ambas, como se aquela luva tivesse sido feita para aquela mão.” A Mão e a Luva – Machado de Assis

Não sei por que decidi colocar no post essa frase retirada de um dos romances do célebre Machado de Assis. Talvez por que gostaria que fosse assim, que as coisas e pessoas mais importantes de nossas vidas e nós, tivéssemos um ajuste mútuo, como a mão e a luva. Vamos sonhar. Quero sonhar. Que assim seja! Grande Machado de Assis.

Sonhos, filosofias, papos de maconheiro e etc. e tal a parte: hoje é sexta-feira!
Fim de semana chegando e programação na mente. Tomara que neste fim de semana, o que eu planejo dê certo!

Planos... para que servem planos? Fica o questionamento!
Chegará o dia em que estarei mudo: e mais nada!



quinta-feira, 12 de março de 2009

Considerações

Ontem, depois da aula fiquei mais empolgada. Parece que as coisas vão melhorar e não terei que abandonar meu desejo de seguir estudando Espanhol. Tomara que dê certo. E além do mais, quando recebo conhecimento, sempre sinto grande satisfação e me motivo a ir adiante. Digo e repito: adoro a faculdade.

Aproveito o espaço para parabenizar minha grande amiga Thais, meu jardinzinho (mesmo sabendo que ela não lerá isso), pelo seu aniversário.
Previsão de chuvas isoladas amanhã. Que a chuva traga esperança, alegria, boas risadas, motivação, inspiração.

"Hoje eu quero sair só" - Lenine

See you! ¡Hasta la vista (sem o baby)!

quarta-feira, 11 de março de 2009

Lembranças

"Por isso cuidado meu bem

Há perigo na esquina

Eles venceram e o sinal

Está fechado prá nós

Que somos jovens...

...

Já faz tempo

Eu vi você na rua

Cabelo ao vento

Gente jovem reunida

Na parede da memória

Essa lembrança

É o quadro que dói mais...

Minha dor é perceber

Que apesar de termos

Feito tudo o que fizemos

Ainda somos os mesmos

E vivemos"



Vazia. Oca. Esperando. Sempre esperando, mesmo sem querer!

sexta-feira, 6 de março de 2009

Telegrama?

"Eu tava triste, tristinho! Mais sem graça que a top-model magrela na passarela. Eu tava só, sozinho... Mas ontem eu recebi um telegrama! Era você de Aracaju ou do Alabama... Vamos sair para ver o sol..."

Telegrama - Zeca Baleiro

Postei esse trecho por que é bem assim mesmo que estava ontem. Preocupada, angustiada e triste, sentindo-me sozinha. Mas de repente eu recebi não um telegrama, mas um e-mail, convidando para sair no fim de semana. Ganhei o dia, a semana e principalmente: o fim de semana! Incrível como um simples e-mail com um convite para um café, tem o poder de mudar tantas coisas.
Sempre a complexa mente humana complica tudo, cria fetiches e dá um valor maior que o próprio valor do ato. Fantasias. Delírios. Até quando vou fazer assim?

*

"Faz pouco que te conheço, mas parece tanto tempo.
De tanto pensar em ti, vives no meu pensamento.
Já cansei de tanta espera, não agüentava o tormento..."

Por enquanto, é isso! ¡Hasta el próximo post!

quinta-feira, 5 de março de 2009

Alguém me interne no paraíso

"Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite."
Clarice Lispector

Ontem, depois de mais um dia de turbulências no trabalho, cheguei em casa cansada. Cansada mas não triste ou aborrecida. Apesar de tudo, bem. Quando passava das 21h30min, faltou luz. O calor era tremendo. No início, confesso que fiquei irritada. Mas depois de algum tempo, pude perceber que a lua iluminava a rua. Fiquei ali por horas. Matei mais um pouco da saudade de mim mesma. Senti-me coberta pela lua e pelos encantos da meia-luz. Parece mesmo que "eu também sou o escuro da noite".

*

"... Gosto das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes… tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos."
Clarice Lispector

A cada dia que passa, a cada momento só, posso perceber que gosto das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos. Por que o mais complexo? E também, por que o incomum? Por que Literatura Brasileira Clássica? Por que as palavras mais complexas do dicionário? Por que as teses de doutorado? Por que Espanhol e não Inglês? Por que a chuva e não o sol? Por que o chimarrão e não a Coca? Por que o café e não o chá? Por que a pessoa mais louca e não a mais normal? Por queee? Quetiono-me!

Os sentimentos mais fortes sempre. Os sofrimentos mais fortes. Os delírios mais loucos. Os devaneios.

Alguém me interne no paraíso!

segunda-feira, 2 de março de 2009

Inspiração!


"Tenho medo do escuro, dos fantasmas da minha voz" - Vanessa da Mata

Bom, começo dizendo que discordo com essa frase, pelo menos no momento que estou vivendo agora. Descobri que preciso escutar a minha voz interior. Preciso dar espaço e tempo para que ela se manifeste e eu poça escutá-la.
Ontem, depois de várias cuias de mate amargo e horas de conversa na varanda com meu pai, (conversa essa sobre a vida, os sentimentos humanos, a complexidade e subjetividade de cada um) senti necessidade de ficar só.
Fui para meu quarto, deixei-o ficar na temperatura de 18ºC, me cobri, liguei meu MP4 e comecei a vagar em meus próprios pensamento e devaneios.
Como me fez bem aquilo. Parece que realmente preciso de tempo para colocar minhas idéias em ordem. Sei que todos precisam, mas acredito que às vezes acabamos não dando valor a esses momentos.
Ao contrário da frase com que iniciei o post, minha voz interna vinha com "cânticos", ao invés de fantasmas.
Fiquei horas assim, daquela maneira. Tive muitas idéias, foi realmente muito inspirador.
E sei que o silêncio da noite e o barulhinho bom da chuva, colaboraram para isso.

Siga o blog por e-mail