quinta-feira, 9 de junho de 2011

Sempre amor

Haja o que houver

Quando o amor for posto à prova

Ele sempre vencerá dentro de mim

Nasci para amar, sim

E por mais que eu mesma não me compreenda

Ele, o protagonista da minha vida, me fará sorrir e chorar

Talvez eu não imaginasse que seria difícil assim, nem sei

Eternizo esse momento neste poema sem sincronia

Amo-te para sempre, meu amor

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por expressar aqui sua opinião e seu sentimento:)

Siga o blog por e-mail