segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Fluídos românticos

E no meio da multidão,
Estava você!
Então nada mais importava.
Minh’alma saltava do peito
E o efeito era alucinante.
Os sentidos se aguçavam.
Parecia poder viver apenas de amor.
Estava então completa e plena.
Por alguns segundos a vida parecia
Ser um lindo poema!

2 comentários:

o lado B do lado B disse...

Sinto novidades...
Sinto o amor no ar...
Sinto!

Alonso Zerbinato disse...

Então que a vida seja assim, leve como a brisa, simples como a terra e linda como a poesia.

Postar um comentário

Obrigada por expressar aqui sua opinião e seu sentimento:)

Siga o blog por e-mail